Plágio no TCC- Saiba Como Evitar!

0
Rate this post

Para te ajudar a evitar este problema que pode arruinar seu TCC, preparamos este conteúdo para explicar melhor o que define o plágio acadêmico, em quais formas ele pode ocorrer e como se prevenir para que isso não aconteça.

Um trabalho acadêmico como o TCC exige muito embasamento teórico para dar consistência ao projeto concebido pelo aluno de graduação, o que significa dizer também que o trabalho acaba ficando recheado de conceitos formulados por outros autores.

É necessário que graduando utilize o trabalho de autores e pesquisadores consagrados para dar sustentação às suas hipóteses, contudo é aí que um problema aparentemente simples, mas bem sério pode ocorrer: o plágio acadêmico.

O que é plágio

O plágio se configura quando uma pessoa utiliza a obra de outro indivíduo em seu trabalho sem colocar os devidos créditos para o autor original, apropriando-se daquela obra e assumindo, portanto, sua autoria indevida.

Este é um problema recorrente em trabalhos de conclusão de curso, pois muitos alunos não referenciam corretamente os autores estudados e utilizados na produção do seu trabalho, ocasionando o plágio acadêmico.

Quando isto ocorre, o TCC se torna inválido e todo o esforço de pesquisa e produção acadêmica fica comprometido por este erro.

Tipos de plágio

O autor do trabalho acadêmico pode se utilizar de fontes de pesquisa no seu trabalho de diversas maneiras, o que significa que, quando a fonte não é referenciada corretamente, o plágio ocorre de formas variadas. Abaixo, estão os tipos mais comuns de plágio:

Plágio direto ou integral: é a transcrição literal de um trecho da obra de outro autor sem a indicação que se trata de uma citação e sem referência ao autor original do texto.

Plágio parcial: ocorre quando o autor do TCC se utiliza de parágrafos ou frases de outros autores em seu trabalho, também sem citação das devidas fontes, resultando num conjunto de fragmentos textuais.

Plágio mosaico: é quando se utiliza de trechos da obra de outros autores, mas modificando palavras ou reformulando parágrafos para não serem uma transcrição exata da fonte utilizada, sem fornecer os créditos ao autor da obra original.

Plágio conceitual: é quando o autor do trabalho acadêmico se utiliza dos conceitos da obra de outro autor para a formulação do seu TCC sem dar os devidos créditos à fonte utilizada, mesmo que não haja a cópia exata de excertos do texto.

Como evitar a ocorrência de plágio acadêmico

Felizmente, apesar de ser um problema bem sério, o plágio acadêmico é algo simples de ser evitado, garantindo que seu TCC não será reprovado por causa disso. E a maneira de evitar sua ocorrência é seguindo as normas ABNT para fazer citações e referências.

As normas ABNT estipulam diretrizes a serem seguidas para todo tipo de situação onde uma referência é requerida no texto, o que ajuda o aluno na elaboração de seu TCC ao criar um padrão a ser seguido, eliminando dúvidas sobre como fazer citações no texto e conferindo validade ao trabalho acadêmico.

Desta forma, você poderá fazer o uso das fontes utilizadas na pesquisa diretamente no seu TCC.

Para facilitar ainda mais este processo de produção textual do trabalho e prevenir o plágio acadêmico, você pode utilizar o Mettzer, um editor de texto online que formata seu trabalho nas normas ABNT de forma automática.

Como Estruturar Argumentos sem Plagiar

Pode parecer errado partir do pressuposto de que nada técnico escrito no trabalho é originalmente seu. Esse é o problema da maioria dos alunos. A verdade, é que um TCC é uma argumentação que deve ser feita com base em seus estudos, e não a criação de uma teoria nova.  Ou seja, é normal que grande parte do aspecto técnico do seu trabalho seja, de fato, atribuída a outros pesquisadores. E deva ser citado. O que é de fato de autoria sua é a compilação desses estudos para desenvolver a defesa de um argumento.

A melhor técnica infalível para nunca plagiar, por exemplo, é estruturar seus argumentos com tópicos frasais. Assim que você introduzir uma nova afirmação à sua argumentação, é fundamental que você a baseie com uma citação.

Feito isso, é impossível que você cometa qualquer instância de plágio no decorrer de sua monografia. Se eu fizer, por exemplo, uma afirmação sobre anestesias que não é minha. Mas citar um médico, acabo de justificar de onde tirei a argumentação.

Sustentar as afirmações com citações é a melhor forma de dizer de onde você está tirando os dados e dar a autoria adequada a uma afirmação. Em oposto a isso, reescrever trechos do livro ou resumir ideias de outros autores com suas próprias palavras sem citar se caracteriza como plágio.

Recapitulando

Mesmo que você queira utilizar suas próprias palavras para descrever um conceito. É importante entender que a ideia não é sua. Apesar, é claro, das palavras serem, isso se caracteriza como uma citação indireta. Essa Técnica Infalível para Nunca Plagiar funciona desse jeito.

A técnica infalível para nunca plagiar é sempre sustentar seus argumentos com citações e referencial teórico do autor que você tem como base. Sempre que uma ideia não for sua, acrescente uma citação direta ou indireta do autor, e você não cometerá plágio!

Share.

About Author

Leave A Reply